Práticas recomendadas de Comércio Eletrônico: construindo uma Loja On-line

Uma das maiores vantagens da era digital é a capacidade de comprar e vender on-line.

Os compradores desfrutam de um ambiente de compras aconchegante, enquanto os varejistas on-line têm acesso a um mercado global. Não é de admirar que a fatia das vendas no varejo de e-commerce esteja crescendo continuamente.

As estatísticas revelam que as vendas de comércio eletrônico no varejo atingirão surpreendentes 4,4 trilhões de dólares em todo o mundo até 2021. E, no entanto, quase um terço das pequenas empresas americanas não possui um site. Varejistas on-line em mercados menos desenvolvidos perdem ainda mais oportunidades.

Fundir o modelo de negócios e a conscientização do desenvolvimento da web é um desafio que impede que muitos varejistas entrem na arena do comércio digital e se expandam no ritmo das tecnologias recentes.

Transição do seu negócio de offline para online

Uma das maneiras mais fáceis de expandir uma empresa off-line tradicional é on-line, especialmente se:

  • O modelo de negócios tem provado rentabilidade;
  • Existem sistemas internos já em vigor;
  • Os dados que a empresa usa podem ser analisados ​​para melhorar vários fatores priorizados.

Vamos começar detalhando a abordagem arquitetônica para desenvolver uma solução de comércio eletrônico.

Construir uma presença online para uma loja offline requer um plano sólido para fazer a transição para um modelo multicanal. Isso pode envolver a reorganização da estrutura existente ou a adição de equipes para gerenciar as diversas opções de gerenciamento de estoque e estoque, como a coleta na loja e o rastreamento de estoque.

Os varejistas off-line que estiverem on-line devem considerar a integração de sistemas ERP que influenciam a escolha da plataforma durante os estágios iniciais do desenvolvimento de soluções de comércio eletrônico.

Empresas off-line, como lojas e restaurantes, também podem considerar o uso de um ponto de venda baseado na Web (POS) para manter os clientes satisfeitos e a produtividade da equipe.

Considere a implementação planejada do gerenciamento de inventário e a sincronização de dados de vendas off-line e on-line, priorizando sua lista inicial de requisitos. Essa lista é bastante padronizada para empresas on-line, embora os métodos de implementação sejam diversos e dependam do nicho de negócios e da empresa específicos.

Dica: O primeiro passo é conduzir uma análise de negócios completa, escolher a plataforma e a base técnica para a solução de comércio eletrônico e priorizar a implementação.

Redesenhar sua loja online

O conceito de redesenho é complicado. Por que uma empresa deve investir em uma loja on-line se já tiver uma solução? Por que não atualizar e adicionar funcionalidade à solução de comércio eletrônico existente?

A resposta está no rastreamento do comportamento do usuário.

Os donos de lojas na Web acompanham vários parâmetros que influenciam o lucro, incluindo a taxa de rejeição, o tempo gasto e o abandono do carrinho.

Depois de analisar o comportamento do usuário e comparar o ROI de marketing atual com a receita, os proprietários de lojas percebem a necessidade de alterações de front-end e back-end. Quando se trata de design de front-end, os usuários preferem navegação mais fácil e mais itens de catálogo por página.

É mais barato seguir as tendências de design e reter os clientes atualizando a aparência do seu site, em vez de aderir a um design antiquado e ineficaz.

No back-end do site, os proprietários devem avaliar se o sistema atual pode exibir mais categorias, gerenciar mais pedidos, oferecer compras com um clique, oferecer suporte a métodos de pagamento populares, garantir a segurança das transações.

Se houver limitações, pense em alterar a plataforma de back-end e a arquitetura.

Essa tarefa está se tornando cada vez mais importante, especialmente após o boom do desenvolvimento do comércio eletrônico que o mercado experimentou nos últimos anos.

As plataformas estão desatualizadas, não podem estar em conformidade com os padrões de segurança modernos e restringem as empresas do aumento de receita. O redesenho também pode ser necessário por um novo modelo de negócio, como o multicanal, omnichannel ou até B2B, que altera a arquitetura da solução de e-commerce existente.

Dica: Comece definindo prioridades para o front-end e back-end e definindo metas de negócios gerais, antes de decidir sobre o redesign da loja na web.

Construindo sua loja online a partir do zero

A tecnologia atual nos permite reduzir significativamente os custos de lançamento de um negócio on-line usando estruturas e outras soluções que ajudam a implantar uma ideia de maneira rápida e econômica.

As chaves para o sucesso ao iniciar um negócio são:

  • Estar ao alcance da clientela;
  • Entender o cliente final e;
  • Falar a mesma língua (compartilhar ideias, entender as necessidades e fornecer uma solução amigável ao usuário).

A primeira tarefa é facilitada pela internet, mas as outras são mais um desafio.

Estar ao alcance significa revelar uma loja para computadores, tablets e dispositivos móveis (pelo menos), sem mencionar uma interface de usuário clara. Entender o cliente final significa garantir métodos convenientes de pagamento e envio, o que garante uma experiência de compra tranquila e maior retenção.

Dica: Esteja do lado do cliente. Analise as suas necessidades para poder resolver problemas comuns dos clientes.

Se sua marca está embarcando em um desses projetos de desenvolvimento de comércio eletrônico, lembre-se dos importantes fatores de tomada de decisão cobertos aqui e faça uma análise completa antes de fazer grandes mudanças.

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *